09/09/2019 às 13h34min - Atualizada em 09/09/2019 às 13h42min

Presidente do IBRAF evidencia a importância da cooperação sul-sul e a necessidade de união entre setores públicos e privados para o desenvolvimento

Em Gana, professor João Bosco Monte participou da sessão "South-South - Policy and Innovations: Learning from China and Beyond", que era focada nas oportunidades que a cooperação sul-sul apresenta para o continente africano

DINO
https://ibraf.org/
Logo IBRAF

Políticas governamentais de desenvolvimento são de grande importância, entretanto o setor privado também desempenha um papel crucial em questões de cooperação sul-sul e triangular. Este foi um dos argumentos do presidente do  Instituto Brasil África (IBRAF), João Bosco Monte, durante o African Green Revolution Forum (AGRF), que aconteceu em Gana.

O AGRF é um dos principais fóruns para a agricultura africana. Nesta edição, sob o tema "Grow Digital", os participantes discutiram a digitalização como um fator essencial para a transformação agrícola.

O presidente do IBRAF participou da sessão "South-South - Policy and Innovations: Learning from China and Beyond", que era focada nas oportunidades que a cooperação sul-sul apresenta para o continente africano. João Bosco esteve acompanhado de representantes de Índia, Israel e China.

Durante a sessão, foram apresentadas práticas de sucesso realizadas nos países que fazem parte do "sul global" e como algumas dessas podem ser aplicadas no continente africano.

O desenvolvimento agrícola representa um dos grandes potenciais dos países da África. Embora seja um continente com terras muito férteis, a agricultura da região ainda não está no mesmo nível de avanço quando comparado com outras regiões, como no Brasil e Ásia.

Desta forma, aplicar práticas agrícolas eficazes e sustentáveis no continente é uma das formas de estimular o crescimento econômico da região, bem como garantir segurança alimentar para a população.

"O IBRAF, por exemplo, tem um programa chamado de Youth Technical Training Program, que traz jovens de várias nações do continente africano e os capacitamos quanto à técnicas brasileiras de agricultura. Esses jovens têm a oportunidade de aplicar o que veem na sua própria realidade e potencializar seus ganhos", afirmou João Bosco Monte.

O YTTP este ano chega a sua terceira edição e acontece entre os dias 4 e 13 de novembro em Cruz das Almas, no Estado da Bahia, e vai oferecer treinamento em pós-colheita de mandioca. O workshop é realizado em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

A questão da segurança alimentar aliada ao desenvolvimento econômico também será discutida durante o Fórum Brasil África 2019, que acontece em São Paulo entre os dias 12 e 13 de novembro. Esta é a sétima edição do evento, que é uma realização do Instituto Brasil África, que tem se consolidado como uma das principais plataformas para discussão de questões de interesse do Brasil e do continente africano.

Sobre o Prof. João Bosco Monte
João Bosco Monte é Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e Pós-Doutor pela Universidade de Brasília (UnB), com pesquisa sobre a integração do continente africano. É professor visitante de importantes universidades brasileiras e africanas e autor de livros e publicações sobre a relações entre os vários atores internacionais. Professor Monte também atua como consultor internacional para organizações brasileiras e estrangeiras. Ele é colunista e comentarista em relevantes veículos de comunicação no Brasil. Em 2018, foi laureado como Comendador da Ordem de Rio Branco, distinção concedida pelo governo brasileiro em reconhecimento pelos seus méritos alcançados na promoção das relações entre o Brasil e a África. Professor João Bosco Monte foi delegado brasileiro para a edição de 2013 do Fórum Acadêmico dos BRICS. Ele é Presidente do Instituto Brasil África (IBRAF), Coordenador Geral do Fórum Brasil África e Presidente do Conselho de Curadores do Programa de Treinamento Técnico da Juventude (YTTP) do IBRAF.

Sobre o Instituto Brasil África
O Instituto Brasil África (IBRAF) é uma entidade privada, sem fins lucrativos, com sede no Brasil e em Gana. O objetivo do IBRAF é garantir uma aproximação sócio-político-cultural entre o Brasil e o continente africano, com foco na promoção do desenvolvimento sustentável, da paz, da cidadania, dos direitos humanos e da democracia. Para atingir seus objetivos, o Instituto realiza estudos, pesquisas, debates e outros projetos com vistas ao desenvolvimento de tecnologias alternativas, produzindo e disseminando informações e conhecimentos técnicos e científicos. O IBRAF facilita um debate aberto entre agentes governamentais, acadêmicos e empresários. O Fórum Brasil África é a principal iniciativa do IBRAF para contribuir em áreas como políticas públicas, promoção da melhoria das práticas empresariais e de ambiente de negócios, fomento de comércio, investimentos e na materialização de oportunidades entre o Brasil e a África por meio de iniciativas de desenvolvimento sustentável.



Website: https://ibraf.org/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp